Buscar

4.2021 | "Sinistralidade rodoviária - Pensar a prevenção/Melhorar a resposta…"


Os acidentes rodoviários representam um importante problema de saúde pública, com sério impacto na saúde e bem-estar das populações e com elevados custos socioeconómicos. Sublinha a OMS que os acidentes rodoviários são a principal causa de morte dos indivíduos com idade entre 15 anos e 29 anos, bem como de incapacidade crónica, levando a perdas significativas de anos de vida saudável.

A Região Centro tem apresentado ao longo dos anos uma elevada mortalidade por acidente de transporte, sendo o índice de gravidade superior ao do Continente (ver estudo «Caracterização dos Acidentes Não Intencionais na Região de Saúde do Centro», 2019, disponível em https://www.arscentro.min-saude.pt/SaudePublica/Programas/Documents/prevencao%20de%20acidentes/2019/AcidentesNaoIntencionais_RSCentro_2019.pdf)

Visando contribuir para a eliminação dos fatores de risco e para a promoção dos fatores protetores associados à prevenção da sinistralidade rodoviária, a Coordenação do subprojeto "Sinistralidade rodoviária - Pensar a prevenção/Melhorar a resposta: Uma perspetiva de saúde pública e de trabalho em rede" tem vindo a implementar várias iniciativas.

A 27 de janeiro e 24 de fevereiro decorreram duas reuniões de trabalho com profissionais do Poder Local, Forças de Segurança e Saúde Pública dos concelhos aderentes ao projeto NSCCP.

Sendo o trabalho em rede, multidisciplinar/multissetorial, o grande motor destas iniciativas, esta REDE tem investido na partilha de boas práticas e na reflexão das estratégias de prevenção a adoptar ao nível da nossa região.

A próxima reunião da REDE terá lugar a 14 de abril e contará com a presença do Presidente da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, Prof. Doutor Rui Ribeiro.